Cabelo: Classificação dos Cabelos Enrolados

Sabe quando falam que a nossa disposição aos 30 e poucos anos definitivamente não é a mesma dos 20 e poucos? Acreditem, é verdade!

Eu aliso meu cabelo desde os 18 anos de idade! Desde janeiro de 2003, a cada 6 em 6 meses no começo, e depois de 4 em 4 meses, estava lá eu, na cadeira do cabeleireiro por horas e mais horas seguidas (e bota horas, da primeira vez foram nada mais, nada menos, do que 12 horas sem intervalos comerciais) pra fazer a tal da escova definitiva!

Meu sonho de consumo sempre foi ter cabelo liso, e eu não vou cuspir no prato que eu comi: foi muito bom enquanto durou! Ao longo dos anos de alisamento, consegui deixá-lo exatamente como eu queria, sem aparência de alisado artificial, e isso me fez muito feliz!

Acontece que chega uma hora que a gente cansa! Cansa de perder horas no cabeleireiro! Cansa de perder horas diárias pra deixar o cabelo impecável! Cansa de ser escrava da chapinha e ter que levá-la com você pra onde quer que você vá! Cansa de deixar de se divertir algumas vezes só porque acabou de ficar 2 horas em pé pra alisar toda a jubalina, e tem a maior preguiça de pensar em ter que lavar e começar tudo de novo, que prefere ficar fora da piscina num calor de 50 graus na sombra enquanto todo mundo se diverte lá no molhado!

Pois bem, eu decidi que vou deixar meu cabelo crescer enrolado de novo! Pra falar a verdade, eu nem sei como ele é! Nunca tive cabelo enrolado bem tratado,bem cuidado, eu lavava, prendia ele molhado mesmo, e pronto! Além do mais, minha mãe adorava cortar aquela juba toda bem curtinha, o que dava muito volume e armava demais, impossível não traumatizar! Nunca tive cabelos enrolados compridos, e nem longe dos hormônios da adolescência, que, diz a lenda, deixam eles ainda mais revoltados! Vai ser uma surpresa o que vier por aí!

Agora eu passo minhas horas vagas procurando cabelos enrolados inspiradores internet afora, e nessas eu descobri que existe até uma classificação pra eles! Resolvi dividir minha descoberta aqui com vocês, só a título de curiosidade mesmo, ou quem sabe, pra inspirar mais pessoas que, como eu, estão cansadas de ter cabelo esticado!

Começando pelos cabelos do Tipo 2, que não são lisos, mas não chegam a formar cachos: os famosos cabelos ondulados, cuja estrutura tem forma de um “S”, mais suave ou mais fechado, dependendo da sub classificação!

CabeloEnrolado_Tipo2A

Imagens: Reprodução

2A – Os mais desejados por todas as mulheres do mundo inteiro, aquele cabelo que é quase liso mesmo, mas tem aquela ondulação bem suave que dá um pouco mais de volume e movimento do que um liso chapado! São bem finos, inclusive, e bem fáceis de serem modelados! O famoso cabelo da Gisele Bündchen está nessa categoria! Para ganhar mais volume, invista em pomadas, e dê aquela chacoalhada pra deixá-lo bem bagunçado, como se você tivesse acabado de acordar!

CabeloEnrolado_Tipo2B

Imagens: Reprodução

2B – O “S” aqui é um pouco mais fechado, e o cabelo fica entre o fino e o grosso! A raiz ainda é lisa, as ondas começam na altura da orelha! Apesar disso, são um pouco mais difíceis de serem modelados, pois a estrutura já tem mais personalidade do que o 2A! O ideal é finalizar com uma mousse!

CabeloEnrolado_Tipo2C

Imagens: Reprodução

2C – Com o formato em “S” bem fechado, e quase formando um cacho, os cabelos desse tipo são bem mais grossos e muito, mas muito mais difíceis de serem modelados! As ondas começam desde a raiz, o que confere maior volume à cabeleira! O frizz é intenso! Para deixar com cara de cacheado, finalize com uma mousse, ou um ativador de cachos, aperte bem, e deixe secar ao natural!

Os cabelos do Tipo 3 são os cabelos enrolados, que já chegam a formar os cachos! Se o seu se encontra aqui, se joga e os assuma ao natural, pois estão super na moda hoje em dia! A dica mais importante é que eles só devem ser penteados quando molhados! Tentar algo com ele seco significa perder a definição e armar ainda mais a jubalina!

CabeloEnrolado_Tipo3A

Imagens: Reprodução

3A – Sabe aquele cacho super solto e super regular, que parece ter sido feito por babyliss? Esse é o tipo do cabelo dessa categoria, um dos mais invejados do momento, pois são maravilhosos! Muitos deles são mais fáceis de modelar do que um 2C, por exemplo! Produtos ativadores de cachos são ótimas opções para finalizar!

CabeloEnrolado_Tipo3B

Imagens: Reprodução

3B – É aquele cacho mais fechado, menos espaçado, mais enrolado do que o 3A, mas ainda assim, bem regular em todo o seu comprimento! São super difíceis de modelar, e tendem a ficar mais secos, pois a oleosidade natural dos fios não chegam até as pontas com facilidade! Hidratação nesses casos é super importante, assim como um belo leave in ativador de cachos para deixá-los ainda mais definidos e brilhantes!

CabeloEnrolado_Tipo3C

Imagens: Reprodução

3C – Tem a estrutura ainda mais fechada e menos espaçada do que o 3C, ficam bem grudadinhos uns aos outros, e nem precisa dizer que precisa dos mesmos – senão mais – cuidados do que a categoria anterior!

Já os cabelos do Tipo 4 são considerados crespos, os mais secos e frágeis de todos! Precisam de hidratação constante, e tentar escová-los secos é pedir para sofrer! Modelar é praticamente missão impossível!

CabeloEnrolado_Tipo4A

Imagens: Reprodução

4A – São super parecidos com os cabelos do 3C, apesar dos cachos serem um pouco mais fechados e menos espaçados do que estes! A principal diferença é que eles continuam bem enroladinhos, mantendo sua estrutura original, mesmo quando molhados!

CabeloEnrolado_Tipo4B

Imagens: Reprodução

4B – Possuem formato de zigue-zague, em “Z”, e são extremamente secos! Exigem ainda mais hidratação do que os anteriores, inclusive com ajuda de óleos naturais!

CabeloEnrolado_Tipo4C

Imagens: Reprodução

4C – Alternam a sua estrutura entre o “Z” do 4B, até trechos sem formato algum! Aqui a hidratação é muito mais do que importante, ela é fundamental!

Oi? Quer que eu desenhe? Quero!

CabeloEnrolado

Imagem: Reprodução

Analisando todos esses tipos de cabelos, cheguei à conclusão que o meu é o 2C! Grosso, com bastante frizz, ondas desde a raiz, com muito volume, mas não chega a formar cachos de fato!

Agora é encarar o longo processo que eu tenho pela frente, de esperar pacientemente o cabelo crescer, e nesse tempo não surtar com duas estruturas completamente diferentes no mesmo fio, uma na raiz e outra nas pontas, ter uma recaída e correr pro cabeleireiro, hahaha!!!

Só espero que todo o esforço valha a pena, e o que tenha me esperando por baixo de tanta química seja um cabelo lindo e maravilhoso, hahahahaha! Se não for, infelizmente vou ter que voltar pra vida de alisamentos e chapinhas novamente! Mas vocês saberão! =)

Anúncios

Cabelo: Máscara Lola Morte Súbita

Fazia tempo que eu não falava de produtos pra cabelo por aqui, né? É um assunto que eu adoro, e ultimamente algumas pessoas vieram me falar que também gostam muito, e que é um dos tópicos preferidos do blog, hehehe!

Inclusive a amiga, cliente da loja, e leitora do blog Mirvaine, que me recomendou a minha última aquisição de produtos capilares: a máscara Morte Súbita, da marca Lola Cosmetics! Que, diga-se de passagem, eu nem conhecia até então, e nem era tão fácil de encontrar aqui em São Paulo! Hoje já está mais disponível, e eu comprei a minha na Veronica’s Secret!

lola_morte_subita_450g

Imagem: Reprodução

Na embalagem diz que a máscara é um tratamento semanal para cabelos sedentos de vida, ou pós processo de coloração ou outra química! Muito meu caso e o da jubalina detonada pela escova definitiva e pela chapinha diária!

Pois bem, me convenceu, resolvi testar! Vale lembrar que eu só usei a máscara, ainda não adquiri o shampoo, hehehe! E de cara, o produto já me agradou pelo cheiro delicioso! E o melhor de tudo é que esse cheiro fica no cabelo por muito tempo! A textura do produto também é super agradável e fácil de aplicar e espalhar pelo comprimento! Como a minha jubalina é seca que dói, eu passo produto desde a raiz até as pontas! Esperei os dez minutos recomendados com a máscara no cabelo e enxaguei!

De fato, os fios ficam muito macios logo depois do enxágue! Você já sente a diferença na hora, é demais! Fora que deixou a juba super fácil de desembaraçar!

Mas não basta ficar macio enquanto ele ainda está molhado! Pra mim, o verdadeiro teste de resistência é ver como ele fica totalmente seco, inclusive antes e depois da chapinha!

E devo dizer que o Morte Súbita foi aprovado com louvor em todos os casos! O cabelo ficou super macio, reduziu o volume, mesmo depois do secador, e foi super fácil de modelar com a prancha! Aliás, ele ficou com um brilho extra depois da selagem, com cara de cabelo saudável mesmo! Sem contar, ressaltando mais uma vez, o cheiro delicioso que ele deixa no cabelo! Hmmmm! Totalmente excelente!

E se tudo isso ainda não te convenceu a investir no produto, diz no rótulo que ele é eco-friendly, não contem parabenos, e melhor de tudo: a empresa não testa seus produtos em animais!

Experimentem e me contem o que acharam! =)

Cabelo: Escova Definitiva

Escova_Definitiva

Como muita gente sabe, e eu não faço questão nenhuma de esconder, o meu cabelo é alisado! E sempre que eu conto isso pra alguém, a pergunta é sempre a mesma: “Faz progressiva?”, e eu sempre respondo que faço Escova Definitiva, gerando um enorme ponto de interrogação na cara das pessoas, hehehe!

Por isso resolvi fazer esse post pra esclarecer um pouco sobre ela, que é um processo químico onde os cabelos uma vez alisados, ficam lisos para sempre, diferente da Escova Progressiva, que sai com o tempo!

Na definitiva, é passado um produto a base de amônia nos cabelos, que age por um certo tempo, dependendo da estrutura capilar de cada pessoa, e abre as cutículas dos fios, de modo que, após uma pranchagem minuciosa de pequenas mechas e aplicação de um neutralizante para selar, que volta a fechar as cutículas, o cabelo permanece liso mesmo com a ação do tempo!

Na progressiva, o produto utilizado para abrir as cutículas é o formol, e também ocorre a selagem dos fios, porém apenas com a chapinha e queratina. Nesse caso, a cutícula se fecha no primeiro momento, mas vai abrindo com o passar do tempo, por isso que o liso se perde com as lavagens! E não só o liso, como todos os nutrientes do seu cabelo, se você não retocar a progressiva constantemente, e antes disso acontecer! Ou seja, a longo prazo, danifica muito mais os seus fios!

Qual dos dois tem o resultado imediato mais liso? A progressiva, com certeza! Mas ela exige manutenção constante de todo o comprimento dos fios para que o resultado final seja bom, e no caso da definitiva, a manutenção é feita apenas na raiz crescida!

Se você já está maravilhada com esse processo e quer sair correndo agora mesmo pro cabeleireiro, saiba que a escova definitiva também tem os seus poréns! O cabelo fica liso, mas não fica com o aspecto de liso natural, como na progressiva! Ele fica bem chapado mesmo, todo reto! Eu sempre modelo o meu cabelo com a chapinha, mesmo com a química nos meus fios!

Além do mais, se o seu cabelo já é quase liso e bem fino, com apenas algumas ondulações, eu não recomendaria a definitiva! Talvez a progressiva se encaixe melhor no que você quer como resultado final! Mas como eu não sou profissional, a melhor coisa é perguntar pro seu cabeleireiro qual dos dois processos se encaixam melhor nos seus fios!

O meu cabelo, no caso, é bem grosso, bem volumoso e bem ondulado, mas não aquele ondulado bonito que forma cachos definidos, chega a ser frisado mesmo e sem definição nenhuma! Já cheguei a fazer de tudo nele, desde relaxamentos, até uma escova de gesso que me deixou com pedaços de gesso na juba por meses, hahaha! Mas o único processo que domou o volume e alisou por completo a jubalina aqui foi a definitiva, por isso sou cliente fiel!

E também já fiz a progressiva por cima da definitiva, e o resultado é fenomenal! Fica um liso bem liso, quase dispensando a chapinha pra modelar – eu só não dispenso porque eu sou viciada em chapinha, hahaha! Mas eu tenho medo de fazer constantemente e danificar muito os meus fios que já sofrem com essa química desde 2003!

Nunca fiz somente a progressiva nos fios naturais, já que quando me joguei nesse mundo das químicas ela ainda nem existia, mas a minha mãe faz, e ela tem uma estrutura capilar bem parecida com a minha, então acho que o resultado seria o mesmo pro meu tipo de cabelo: o volume abaixa, chega a dar uma alisada nos fios, mas não por completo, eles continuam com algumas ondas!

No quesito preço, a definitiva também sai em desvantagem, pois é um processo muito mais demorado do que a progressiva, logo, mais caro! Mas eu retoco apenas de 4 em 4 meses, quando a minha raiz já está bem crescida, logo, o intervalo de tempo sem aparecer no cabeleireiro é maior na definitiva, hehehe!

Resumindo, a Escova Definitiva foi, até então, o processo químico com resultados mais positivos que eu apliquei nos meus cabelos! Mas como eu já disse, e vale ressaltar, cada cabelo é um cabelo e cada caso é um caso! Pergunte ao seu profissional de confiança o que fica melhor nos seus fios, e se a vontade de ter o cabelo liso é maior que tudo, se joga!

Cabelo: Moroccanoil Shampoo e Condiotioner

Como já dito anteriormente, meu cabelo é alisado! Sofre constantemente com químicas, secador, chapinha, e claro, acaba ficando mais ressecado e quebradiço do que o normal!

Ou seja, ele é um cabelo difícil, complicado, não se dá bem com qualquer produto, infelizmente!

Há alguns anos, uma marca de produtos para cabelo bombou na blogosfera, todo mundo falava, comentava, comprava, usava e amava! Essa marca – e também suas fiéis usuárias – prometia um verdadeiro milagre capilar, regenerando, dando brilho, maciez, e mais vida aos fios! Era a linha Moroccanoil!

Imagem: Reprodução

Imagem: Reprodução

Eu me contorcia de vontade de experimentar tudo o que a marca oferecia, especialmente o shampoo e o condicionador, mas o preço pouco acessível na época, aliado ao fato de eu não saber se estaria comprando um pote inteiro pra usar uma vez só (como eu fiz com milhares de outros produtos caríssimos que minha jubalina simplesmente rejeitou), me impediram de passar esse tal milagre divino na cabeça!

Mas como eu sou brasileira e não desisto nunca, recentemente comprei um pouco do shampoo e um pouco do condicionador fracionados, só para que eu pudesse experimentar e matar a lombriga de anos! E, claro, deixar a minha opinião sincera sobre os produtos aqui!

Devo dizer que a primeira impressão não foi das melhores! Ao utilizar somente o shampoo na jubalina, eu notei que ela ficou muito dura e meio elástica, sabe? Parecia que ía quebrar, não conseguia passar nem os dedos entre os fios! Ao contrário do que acontece com o Bain Nutri-Thermique da Kérastase que eu costumo usar normalmente, onde o cabelo já fica perfeito e super macio antes mesmo de condicionar!

Mas não me desesperei e apliquei condicionador! Como meu cabelo é muito seco, eu aplico no comprimento inteiro, e não só nas pontas! Tive que aplicar uma quantidade razoável pra começar a sentir a maciez da jubalina de novo, mas o condicionador acabou dando conta do recado! Consegui desembaraçar os fios sem maiores problemas depois disso!

Quando sequei e chapei o cabelo, não percebi nada de super maravilhoso e milagroso, só o fato dele parecer mais limpo que o normal. Mas isso se explica porque eu nunca uso outro shampoo que não o da Kérastase, que provavelmente estava deixando resíduos que o Moroccanoil retirou! Mas cadê o cabelo super macio, brilhante e sedoso?

O que posso dizer é que o resultado foi ok. Nada muito bom, mas também nada muito ruim! Normal mesmo!

Agora quero refazer essa experiência utilizando a máscara após o condicionador! E aí eu volto com a resenha por aqui!

Mas vale lembrar que esse foi o resultado do produto nos MEUS cabelos, que são bem peculiares! Pessoas com cabelos sem químicas, mais oleosos, mais lisos, ou mais finos que os meus podem adorar o efeito do shampoo e condicionador Moroccanoil em seus cabelos! É tudo uma questão de testar! =)

Cabelo: Kérastase Ciment Thermique

Não assumir a textura natural dos cabelos é um verdadeiro karma! A gente vira literalmente refém da própria juba, não se permitindo sair em público com os cabelos secos ao natural, e acaba tornando o secador e a chapinha os melhores amigos da vida toda!

E claro que nesse processo exaustivo de chapar o coco (tururun tsss), os fios acabam ficando cada vez mais danificados, porosos, ressecados, e o resultado final é a quebra dos mesmos! Eu mesma já consegui uma franjinha compulsória a la Cebolinha (sabe, aqueles fiozinhos espigados pra cima bem no começo da testa), justamente porque a parte do meu cabelo que eu mais passo chapinha é a franja, que amassa e enrola durante a noite… E claro que a fantasia de calopsita não me agradava nem um pouco…

Aí um belo dia eu li uma resenha de um produto milagroso num blog, e resolvi experimentar! Era o Ciment Thermique, da linha Resistance da Kérastase!

KérastaseCiment

Trata-se de um leave in termoativado que vai reconstruir e preservar a superfície do cabelo enquanto você judia dele com o secador e com a chapinha! Com a cutícula capilar selada, de imediato você vai sentir seu cabelo mais macio, mais solto, e com mais movimento!

E ele funcionou mesmo! Comecei a aplicar sempre que lavava a jubalina, especialmente nas partes mais danificadas, ou seja, na franja e nas laterais, perto das costeletas, e elas pararam de quebrar! Obviamente eu também reduzi a quantidade de vezes que eu passava chapinha nessas áreas, mas achei que o produto foi o protagonista da melhora, pois o cabelo que já estava sem brilho voltou a ter vida!

Claro que após uma experiência tão boa com o produto, eu poderia sair recomendando ele a torto e a direito, mas vale lembrar que não é porque ele se deu super bem com a jubaleusa aqui, que ele vai reconstruir todos os tipos de cabelos danificados, mesmo porque cada cabelo é um cabelo, e cada processo de danos é um processo! Como eu já disse em outro post, além de ser escrava do secador sempre que lavo o cabelo e da chapinha todos os dias, eu ainda faço escova definitiva, que agride muito os fios. Mas por outro lado, meu cabelo é MUITO grosso, ou seja, ele é duro na queda e não quebra tão facilmente quanto cabelos mais finos!

Se tiverem oportunidade, vale a pena experimentar, mal não deve fazer, hehehe! O único porém é o preço do produto, nada barato, mas em compensação, como se aplica muito pouco por vez, ele rende muito, o que acaba gerando um ótimo custo x benefício!

Mas enfim, vocês já conheciam esse produto? Usam algo similar? Me contem! =)

Cabelo: Kérastase Nutri-Thermique

Na minha opinião, o cabelo é o principal responsável pela auto estima da mulher. Pelo menos falando por mim. Como poucos sabem, o meu cabelo “original de fábrica” não é liso, mas sim um mix de emoções: a raiz era meio lisa, depois vinha um frisado estranho, pra culminar com cachos de Luluzinha por todo o comprimento. E como eu odiava o coitado, vivia com ele preso.

Até que apareceram com a bendita “escova japonesa”, em meados de 2002. Não pensei duas vezes, corri pro salão e fiz a tal escova. O cabelo ficou liso, pero no mucho. Mas, com o passar dos anos, foram aperfeiçoando a técnica, e hoje em dia eu faço a “escova definitiva”, que nada mais é do que um alisamento químico feito à base de amônia, que alisa os fios, e, ao contrário da “escova progressiva”, não tem validade, ou seja, não sai com o passar do tempo. A cada seis meses eu corro pro cabelereiro para retocar a raiz. E é claro que esse processo detona os fios, que NECESSITAM de uma boa hidratação.

Desde o primeiro alisamento, eu testei milhares de marcas de shampoos e condicionadores: L’anza, Paul Mitchell, Keune, Schwarzkopf (heim?) Bed Head… Tudo em vão. Não que sejam marcas ruins, pelo contrário, são ótimas… A jubalina aqui é que é osso duro de roer. Até que uma pessoa me sugeriu a linha Nutritive da Kérastase! Foi amor à primeira lavada!

DSC01586

A linha Nutritive foi desenvolvida justamente para cabelos como os meus, normais a extremamente secos. Os produtos nutrem os fios sem deixá-los pesados, proporcionando maciez e muito brilho.

Eu uso o shampoo Bain Nutri-Thermique, que nada mais é do que um shampoo de alta nutrição termo-potencializado para cabelos profundamente ressecados. Só de passar o shampoo, meu cabelo já fica muito macio e fácil de pentear. E como usar um simples condicionador não é suficiente para hidratar completamente a jubalina aqui, eu o substituí pelo uso da máscara Nutri-Thermique, que, por pedir enxágüe após 2 a 3 minutos no cabelo, faz TODA a diferença. Meu cabelo anda muito, mas muito mais macio, muito mais hidratado, mais fácil de desembaraçar e com muito mais brilho! Isso sem falar no cheiro do produto, que é delicioso!

Adorei, recomendo para todas, especialmente no inverno, que aí não precisamos nem ficar com peso na consciência de estar enxaguando o cabelo com água quente, hehehe! Mas mesmo sendo o princípio ativo dos produtos, depois de enxaguar com bastante água quente, eu finalizo a lavagem com um jato de água fria pra selar bem as cutículas do cabelo!

Os defeitos desses produtos? O preço, principalmente. E o fato de só encontrarmos em salões conselheiros Kérastase.

O post ficou enorme, mas é que eu tenho tanta coisa pra contar quando o assunto é cabelo, hehehe!

Espero que gostem das dicas, e que experimentem os produtos para ficarem com os cabelos mais lindos do que eles já são! =)